Deixa-me Ser

Deixa-me Ser

Resenha: Uma Prova de Amor – Emily Giffin

Uma-Prova-de-Amor-capaTítulo: Uma Prova de Amor

Autor: Emily Giffin

Editora: Equipe Novo Conceito

Número de páginas: 410

Ano de publicação: 2013

Sinopse: Primeiro vem o amor, depois o casamento e depois… os filhos. Não é assim? Não para Claudia Parr. A bem- sucedida editora de Nova York não pretende ser mãe e até desistiu de encontrar  alguém, mas, então, ela conhece Ben. O amor dos dois parece ideal. Ben é o marido perfeito: amoroso, companheiro e – assim como Claudia – também não quer crianças. No entanto, o inesperado acontece: um dos dois muda de ideia a respeito dos filhos. E, agora, o que será do casamento dos sonhos? Uma Prova de Amor é um livro divertido e honesto sobre o que acontece ao casal perfeito quando, de repente, os compromissos assumidos já não serve mais. Contudo, é também uma história sobre como as coisas mudam, sobre o que é mais importante, sobre decisões e, especialmente, sobre até onde se pode ir por amor.

Resenha: Não se apega, não – Isabela Freitas
Resenha: Carta de Amor aos Mortos – Ava Dellaira
Resenha: Talvez não tenha criança no céu – Davi Boaventura

As músicas mais tristes da Legião Urbana

Pra quem ainda não sabe, mantenho um amor declarado pela Legião Urbana, estava eu num dia meio depressivo e resolvi fazer este post. Lembrando que: É na minha opinião, e acho que todo bom fã tem sua própria listinha da banda com suas músicas que deixam a gente mais pra lá do que pra cá, e saber qual é a música mais triste depende da cada um por ser algo bem pessoal , é indiscutível.

Resenha: Só por hoje e para sempre Renato Russo – O diário do recomeço
Resenha: Não se apega, não – Isabela Freitas
Resenha: Carta de Amor aos Mortos – Ava Dellaira
Resenha: Talvez não tenha criança no céu – Davi Boaventura
Desafio Literário – 2017
Livros de Janeiro – 2016
Livros de Dezembro – 2015

Resenha: Adultério – Paulo Coelho

capa-do-livro-adulterio-de-paulo-coelho-1397529457504_300x420Título: Adultério

Autor: Paulo Coelho

Editora: Sextante

Número de páginas: 239 

Ano de publicação: 2014

Sinopse: Linda tem 31 e, aos olhos de todos, sua vida é perfeita: ela mora na Suíça, um dos países mais seguros do mundo, tem um casamento sólido e estável, um marido amoroso, filhos doces e bem-comportados e um emprego como jornalista do qual não pode se queixar. No entanto, ela começa a questionar a rotina e previsibilidade de seus dias. Já não consegue suportar o esforço que precisa fazer para fingir estar feliz quando na verdade o que sente pela vida é uma enorme apatia. Tudo isso muda quando ela encontra um ex-namorado da adolescência. Jacob agora é um político bem-sucedido e, durante uma entrevista, acaba despertando algo que havia muito ela não sentia: paixão. Agora ela fará de tudo para conquistar esse amor impossível, e terá que descer até o fundo do poço das emoções humanas para enfim encontrar sua redenção.

     

Resenha: Não se apega, não – Isabela Freitas
Resenha: Carta de Amor aos Mortos – Ava Dellaira
Resenha: Talvez não tenha criança no céu – Davi Boaventura

A magia existe?

significado-de-sonhar-com-magia-1Desde pequenos, ouvimos e assistimos sobre fadas, magos, bruxas, duendes, gênios e qualquer outro ser que possa ter poderes mágicos. Sonhamos com a possibilidade de nós seres humanos tão mortais e indefesos (a não ser pelas nossas armas), que algum dia, algo nos aconteça e passamos a ter poderes sobrenaturais.  Sei que isso é fantasia demais, mas sei também que em certo momento de sua vida, você já conversou, projetou, idealizou com alguém ou para si mesmo, essa possibilidade.

Como escrever uma resenha?
Entrevista com o autor do livro: Pégalus: O velho, um boneco e um caçador
Traduzindo o que seu namorado diz para você!

Resenha: Só por hoje e para sempre Renato Russo – O diário do recomeço

download (2)Título: Só por hoje e para sempre

Autor: Renato Russo

Editora: Companhia das letras

Número de páginas: 168

Ano de publicação: 2015

Sinopse: Vinte e nove dias sem álcool e drogas: o diário que o líder da Legião Urbana escreveu na clínica de reabilitação. O relato escrito por Renato Russo entre abril e maio de 1993, expondo sua luta contra a dependência química e pela vida, finalmente está a disposição de seus fãs. Um depoimento íntimo, corajoso e repleto de humanidade. Mais do que os bastidores de uma das maiores bandas da música brasileira, e mais do que a reafirmação da sensibilidade do astro do rock, o que emerge destas páginas é o grande homem por trás do mito, determinado a se erguer das sombras em busca de luz.

Resenha: Não se apega, não – Isabela Freitas
Resenha: Carta de Amor aos Mortos – Ava Dellaira
Resenha: Talvez não tenha criança no céu – Davi Boaventura
Página 4 de 4
1234